Seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para uma melhor visualização do site. Atualizar agora!

X

22º

Caxias do Sul

Aberto até

21h

Sabidamente a pele das crianças é bastante sensível e sofre muito com as mudanças de temperatura.
Um dos principais problemas, no inverno, são os banhos muito quentes que ressecam demais a pele e produzem a chamada Dermatite Asteatósica. Esta afecção produz placas vermelhas ou esbranquiçadas e descamativas com coceira importante. Ocorre nos braços e pernas e necessita hidratação e cuidados como banhos mornos e rápidos.
 
 
Outra dermatite comum na infância é a dermatite seborreia que ocorre no couro cabeludo, laterais do nariz, dobrinhas das orelhas, podendo se entender por todo o corpo. É devida a um distúrbio das glândulas sebáceas e como ha infecção secundária, necessita de xampus e tratamento adequado, além de cuidados como evitar água quente no banho, evitar choques térmicos. Normalmente, existe uma predisposição genética. Pode ocorrer no recém-nascido conhecida como crosta láctea.
 
A dermatite atópica, talvez seja a doença de pele mais comum na infância e ocorre em pacientes com características alérgicas pessoais ou na família como asma, rinite, bronquites, etc... Caracteriza-se por lesões descamativas no rosto e corpo semelhantes a assaduras com coceira e ardência que ocorrem também pelo banho muito quente, mas principalmente por uso de sabonetes muito perfumados, xampus perfumados e hábito de usar roupas de lã ou tecidos sintéticos. Para estas crianças os cuidados são redobrados com indicação de supervisão dermatológica e uso de produtos neutros infantis para cuidado pessoal e das roupas. Indica-se roupas de algodão e lavadas com sabão neutro de coco ou glicerina, inclusive para toalhas de banho e lençóis . Muitas vezes o excesso de cuidados de higiene e alimentos alergênicos são a causa desta dermatite.

 
Os quadros não tratados podem persistir por muitos anos e a criança se torna irritadiça e hiperativa, uma vez que estas lesões podem coçar ou doer com frequência. 
 
O diagnóstico de certeza é muito importante pois normalmente estes pequenos pacientes recebem um laudo de alergia, sendo que não são cuidados adequadamente, pois acabam sendo submetidos a tratamentos longos com corticosteroides tópicos ou orais que acabam por influenciar na saúde e até no crescimento da criança.

Deixe o seu comentário